Relato de viagem: Cachoeiras em Visconde de Mauá

21/11/2016

Localizada na Serra da Mantiqueira, Visconde de Mauá é um daqueles lugares bonitos por natureza, literalmente. Bem na divisa com o Parque Nacional de Itatiaia, paisagens bonitas, rios com águas cristalinas, piscinas naturais e cachoeiras são algumas das lindas surpresas do lugar. Especialmente as cachoeiras em Visconde de Mauá são uma das maiores atrações da região, pois são mais de 100 já registradas!

Cachoeira de Santa Clara em Visconde de Mauá. Foto: GC/Blog Vambora!
Cachoeira de Santa Clara em Visconde de Mauá. Foto: GC/Blog Vambora!

E existem cachoeiras de diversos tipos em Visconde de Mauá: das super próximas ao vilarejo e de fácil acesso até algumas mais isoladas, que só são acessadas por carro e trilhas. Tem de tudo um pouco, seja para quem quer um pouco de adrenalina até aqueles que só querem ficar relaxando, especialmente no verão (se prepare porque a água é geladaaaaaa!).

Cachoeira do Escorrega em Visconde de Mauá. Foto: GC/Blog Vambora!
Cachoeira do Escorrega em Visconde de Mauá. Foto: GC/Blog Vambora!

Para quem vai para a região ficar poucos dias (de 2 a 4), já dá para fazer um roteiro bem legal incluindo as cachoeiras de mais fácil acesso que foi o que fizemos. Agora quem fica por mais tempo, como 1 semana por exemplo, já consegue visitar as cachoeiras mais distantes dos vilarejos de Visconde de Mauá, incluindo também trilhas no Parque Nacional de Itatiaia, que já são passeios com maior duração devido a distancia e complexidade para chegar aos locais. Confira abaixo:

1. As cachoeiras em Visconde de Mauá mais próximas e de fácil acesso

Como já dissemos em outros posts (veja aqui), Visconde de Mauá é formada na verdade por 3 vilarejos: Visconde de Mauá, Maromba e Maringá (que fica bem na divisa entre Rio e Minas), sendo que as cachoeiras mais próximas ficam exatamente em Maromba e Maringá. São elas:

Cachoeira do Escorrega

Pessoa descendo a Cachoeira do Escorrega. Foto: GC/Blog Vambora!
Pessoa descendo a Cachoeira do Escorrega. Foto: GC/Blog Vambora!

Essa cachoeira é o cartão postal de Visconde de Mauá e uma de mais fácil acesso, tanto por carro, tanto pela parte de caminhada até a cachoeira, praticamente mínima. Fica na Estrada do Maromba (só seguir as placas), num recuo com estacionamento, bar, restaurante e aos finais de semana, uma feira hippie. Achei a mais urbana das cachoeiras em Visconde de Mauá.

Praticamente um tobogã natural, é muito comum você ver as pessoas escorregando por lá (vi inclusive gente inclusive descendo ela de pé!!), mas o mais comum (e seguro) é ir sentado. Por ser uma das mais famosas, é também uma das mais cheias.

Cachoeira do Poção da Maromba

Cachoeira do Poção da Maromba. Foto: GC/Blog Vambora!
Cachoeira do Poção da Maromba. Foto: GC/Blog Vambora!

Bem próxima da do Escorrega, essa é uma das cachoeiras mais gostosas para banho e para quem quiser emoção, dá para saltar de uma pedra de 8 metros de altura nas águas geladas do poço (com cerca de 7 metros profundidade, que varia de acordo com o nível da água, então é sempre bom nadar lá antes de pular para conferir). Para quem quiser algo mais tranquilo, a topografia da área também cria uma piscina natural, perfeita para relaxar.

O acesso é bem ao lado da estrada, descendo uma pequena trilha com degraus.

Cachoeira de Santa Clara

Cachoeira de Santa Clara com 40 m de altura. Foto: GC/Blog Vambora!
Cachoeira de Santa Clara com 40 m de altura. Foto: GC/Blog Vambora!

Dessas cachoeiras de fácil acesso, achei a mais bonita, pois é uma das mais altas, com 40 metros de altura. No passeio que fizemos foi a primeira que visitamos, pois o sol da manhã estava batendo totalmente no paredão de água, deixando o visual ainda mais bonito.

O acesso é fácil, numa pequena descida com degraus desde a estrada, sendo que o acesso até a água também é bem tranquilo e a queda d'água vira quase uma ducha. A aventura aqui é só para aqueles que querem fazer rapel no paredão.

Cachoeira Véu de Noiva

Cachoeira Véu de Noiva. Foto: GC/Blog Vambora!
Cachoeira Véu de Noiva. Foto: GC/Blog Vambora!

Das que visitamos é a menor, mas ainda sim bem bonita, sendo a mais isolada na natureza das que visitamos. São 30 metros de queda d'água, que pelo seu formato parece um véu de noiva.

O acesso fica num trecho bem inclinado e cheio de pedras da estrada de terra e inclui uma caminhada leve de não mais do que 10 minutos pela mata, num caminho pouco inclinado e com uma pequena ponte (diga-se dois pedaços de madeira) para atravessar o rio, sendo essa a parte mais "aventureira" do percurso.

Poção da Maromba em Visconde de Mauá. Foto: GC/Blog Vambora!
Poção da Maromba em Visconde de Mauá. Foto: GC/Blog Vambora!

2. As cachoeiras em Visconde de Mauá mais distantes e de difícil acesso

Cachoeiras do Alcantilado ou Vale do Alcantilado

Vale do Alcantilado. Foto: Remori Turismo de Aventura/Divulgação
Vale do Alcantilado. Foto: Remori Turismo de Aventura/Divulgação

É uma das poucas cachoeiras em Visconde de Mauá que paga-se para entrar, pois fica dentro de uma propriedade particular. São 9 quedas d'água em 1,5 km de percurso, que inclui muitas subidas inclinadas, sendo que a última cachoeira do percurso é a maior de todas, com mais de 50 metros de queda.

O acesso até a propriedade é feito com carro ou passeio guiado, pois fica no Vale do Alcantilado (cerca de 9 km de terra da vila de Visconde de Mauá). 

Cachoeiras Gigantes

Cachoeira do Paiol. Foto: Remori Turismo de Aventura/Divulgação
Cachoeira do Paiol. Foto: Remori Turismo de Aventura/Divulgação

Um passeio que passa pelas três maiores cachoeiras da região: a do Paiol (com 90 m de altura), a do Brumado (de 120 m de altura) e a de 5 estrelas (com 200 m de altura!).

Só se visita elas faz através de passeio, pois o acesso só é feito com veículos 4×4. Dura o dia inteiro e há paradas para visitar mirantes, almoço e compra de queijo na Vila de Santo Antônio.

Poço do Marimbondo

Poço do Marimbondo no Vale do Pavão. Foto: Remori Turismo de Aventura/Divulgação
Poço do Marimbondo no Vale do Pavão. Foto: Remori Turismo de Aventura/Divulgação

Conhecido também como Poço das Antas, possui uma cachoeira com piscina natural de água clara e cristalina, perfeito para mergulho. Fica no Vale do Pavão, num trecho isolado e bem íngreme de serra, sendo recomendado ir com um carro 4×4. É preciso depois ainda seguir por uma trilha puxada, então é mesmo ideal ir com passeio guiado.

Outras cachoeiras em Visconde de Mauá famosas ainda são a Cachoeira da Saudade (que possui trilha longa e com trechos íngremes) em Barra da Anta e da Toca da Repousa (acesso mais fácil no Vale de Santa Clara).

Parque Nacional de Itatiaia.

Parque Nacional de Itatiaia. Foto: Remori Turismo de Aventura/Divulgação
Parque Nacional de Itatiaia. Foto: Remori Turismo de Aventura/Divulgação

Quem quiser ainda um maior contato com a natureza e beleza da região e tiver tempo (pois duram o dia todo), vale fazer alguns dos passeios nos arredores de Visconde de Mauá, como para a Pedra Selada e Parque Nacional de Itatiaia (incluindo o Pico das Agulhas Negras, o ponto mais alto do estado do Rio de Janeiro e quinto maior do Brasil), um das atrações mais famosas da região. São passeios que demandam em geral caminhadas mais extensas (e por isso preparo físico) e também espírito aventureiro. Só não fizemos por falta de tempo, o bom é que fica a desculpa para voltar um dia.

Por Guta C.

Publicado originalmente em http://www.blogvambora.com.br/cachoeiras-em-visconde-de-maua/ Acesso em: 21/11/2016 08:15

Encontre a sua aventura aqui!